Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

exit_this_way

exit_this_way

16
Nov16

The Crown

É oficial, estou absolutamente viciada na série da Netflix “The Crown”. Como ainda só há 10 episódios, tenho que me controlar e ver só um por noite, para durar mais um bocadinho. Adoro séries de época e isto é como o Downton Abbey mas baseado na história verídica da vida da monarca que há mais anos se senta no trono! Exciting!!!

2016-11-16 11_02_36-THE CROWN - Pesquisa Google.pn

 

Pronto, aparte o devaneio do momento (este natal, a minha prenda vai ter que ser um colar de pérolas) tenho vindo a descobrir algumas coisas interessantes.

maxresdefault.jpg

 

Ontem vi o episódio 4, “Act of God”, e hoje andei a vasculhar a net para saber mais um bocadinho sobre o Great Smog of London, que correspondeu ao momento histórico mais grave de poluição do ar em Londres.

GettyImages-3134226-1280x1008.jpg

hith-london-fog-2660357-AB.jpeg

 

slide_328204_3186474_free.jpg

smog.jpg

 

Ocorreu de 5 a 9 de Dezembro de 1952, e foi caracterizado por uma espessa camada de smog (smoke + fog), que reduziu a visibilidade para escassos metros, parou os transportes públicos na sua quase totalidade e matou mais de 4000 pessoas nesses dias, embora se estima que tenha indirectamente causado a morte de mais de 12000 pessoas.

deaths_from_fog_1952.jpg

fog_front_page_460.jpg

 

Essa espessa camada de poluição formou-se devido a um conjunto de factores: muito frio, o que fez com que as pessoas queimassem mais carvão em casa e por isso uma maior quantidade de fumo foi libertada pelas chaminés londrinas; um anticiclone; ausência de vento. E Londres parou, por entre uma imensa camada de fumos tóxicos, em muito também devido às power stations que circundam Londres, hoje na sua maioria desactivadas, mas que na altura queimavam carvão de má qualidade, pois estávamos na época do pós guerra.

battersea-powerstation-ben-christian-photography.j

Battersea Power Station, na margem do Tamisa

 

Nesta altura, a rainha pensa em “aconselhar” Churchill a abandonar o seu posto, mas quando ele se dirige ao palácio, convocado para uma reunião de emergência, o tempo muda e o vento limpa o céu – an act of God – e assim a rainha vê-se forçada a mudar o tema da conversa que a fez convocar Churchill, que não deu a devida importância ao smog londrino e às suas consequências nefastas.

article-2145774-1323288E000005DC-199_634x440.jpg

Pronto, já sei que é um spoiler, mas não deixa de ser interessante imaginar a quantidade de smog que por lá devia andar, e o horror que devia ser respirar aquilo… Eu, que vivi em Londres tanto tempo, desconhecia a história do Great Smog de 1952!

 

Enjoy!